Pesquisa mostra que 86% das empresas têm pendências de impostos e irregularidades

  • Por Redator
  • 06 out, 2017
Estudo realizado pela Endeavor aponta que empreendedores gastam até 110 dias para abrir uma empresa no país Burocracia. O que essa palavra te lembra? Demora, ineficiência, processos complicados são algumas das conexões que vêm à mente de qualquer um. É sobre esse tópico que a Endeavor busca jogar luz com uma pesquisa A burocracia no ciclo […] O post Pesquisa mostra que 86% das empresas têm pendências de impostos e irregularidades apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Estudo realizado pela Endeavor aponta que empreendedores gastam até 110 dias para abrir uma empresa no país
Burocracia. O que essa palavra te lembra? Demora, ineficiência, processos complicados são algumas das conexões que vêm à mente de qualquer um. É sobre esse tópico que a Endeavor busca jogar luz com uma pesquisa  A burocracia no ciclo de vida das empresas,  recém-lançada, feita em parceria com a  EY, Ibracem, Insper, Neoway e SEDI. Nesta sexta-feira, o estudo será apresentado em evento no Insper.
Segundo o levantamento, o tempo médio para a abertura de empresas no Brasil é de 64 dias para empresas de serviços, 95 dias para comércio e 110 dias para a indústria. Para Guilherme Fowler, coordenador da Cátedra Endeavor no Insper, isso chama a atenção em comparação com o tempo médio em outros países. “Segundo relatório do Banco Mundial, em Nova York, leva-se quatro dias para abrir uma empresa. No Chile, são cinco dias e meio”, afirmou.
 
O processo que mais demora no Brasil é o alvará do Corpo de Bombeiros. Em média, esse tempo é de 37 dias para empresas de serviços e de 52 dias para a indústria. “Para a indústria, é claro que o Corpo de Bombeiros tem de estar atento, mas mesmo para empresas com negócios mais simples, há uma média elevada de dias”, disse ele.
“Um grande ponto é que a burocracia na abertura de empresas se traduz como uma barreira de entrada”, afirma Fowler. “Com isso, empresas ineficientes que eventualmente conseguem acessar o mercado [abrir uma empresa], e não têm tanto incentivo para serem mais eficientes, porque de alguma forma estão protegidas por essa barreira”.
Ele apontou outro impasse causado por essa burocracia na hora de abrir uma empresa: isso acaba assustando empreendedores estrangeiros que se interessam em investir no Brasil. “Imagina o que pensa um empreendedor chileno, que está acostumado a abrir uma empresa em cinco dias, quando vê esse cenário brasileiro?”.
CNPJs “zumbi”
“Infelizmente”, diz Guilherme Fowler, não houve muitas surpresas na pesquisa. Mas ele disse que um número chamou a sua atenção: o de empresas ativas, mas que não mantém atividade efetiva. Atualmente, há 3,7 milhões de CNPJs nessa situação – o que representa quase 20% do total do Brasil. “São empresas com um nível de atividade muito baixo, que deveriam ser fechadas mas que por alguma razão não foram”, explica Guilherme Fowler. Segundo ele, a hipótese é que o processo burocrático é tão complexo que os empresários ou pensaram que a companhia estaria fechada automaticamente por falta de atividade, mas ainda falta algum trâmite burocrático, ou não conseguiram fechar.
Isso pode, inclusive, gerar problemas para o empreendedor. “Se ele for um microempreendedor, ele só consegue abrir outra empresa se fechar a primeira. E se tiver outra empresa além da que está fechando, vai perder tempo que poderia ser investido na atividade produtiva da empresa que está ativa tentando fechar a outra empresa”, disse.
Irregularidades
Outro ponto que já era esperado, mas que chamou a atenção pelo tamanho, foi o número de empresas com alguma irregularidade. De acordo com os dados, 86% das empresas brasileiras têm hoje alguma irregularidade. “Esperávamos um número alto de irregularidade, mas nem tanto assim”.
Mesmo entre os escritórios de advocacia e contabilidade, que são os que deveriam lidar melhor com a burocracia, essa taxa é de 80% e 88%, respectivamente.
“Mesmo olhando para aquelas empresas com alto nível de atividade, as empresas que estão produzindo, comprando, vendendo e fazendo a economia girar, 39% têm alguma pendência”, disse Fowler. Uma hipótese dele é que muitas dessas empresas nem saibam que têm pendências, dada a complexidade da legislação e burocracia do Estado. “Isso pode se transformar em um obstáculo, porque a empresa pode não conseguir captar um empréstimo por ter uma pendência que nem sabia”, afirmou.
Ferramenta
Pensando em auxiliar os empreendedores nos processos burocráticos, a Endeavor criou uma  ferramenta  com um checklist de abertura e fechamento de empresas, com informações para regularizar o seu negócio. Via Endeavor
 

Blog da CAC - Consultoria & Adm Contábil

Por Vinicius Roveda 13 out, 2017
O assunto precificação de serviços tira o seu sono? Não chega a ser surpresa. Afinal, definir o valor do seu trabalho nem sempre é uma tarefa fácil. Você quer ser justo com o cliente, mas não minar o seu lucro. Tem solução? Nós queremos mostrar que sim.
Por Redator 11 out, 2017
O ano de 2018 será marcado por mudanças significativas nos âmbitos fiscal e tributário. Isso porque, além da entrada em vigor do eSocial, e-Financeira e do Bloco K do Sped, teremos ainda a impactante alteração na sistemática de cálculo do Simples Nacional. O novo Simples, infelizmente, traz alguns fatores complicadores. O valor do imposto a […] O post Versão 2018 do Simples Nacional: será que vale a pena? apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Carin Tom 11 out, 2017
Falta pouco para o eSocial empresas se tornar uma realidade no Brasil. Com a sua efetivação marcada para 1° de janeiro, a nova forma de repasse de informações trabalhistas e fiscais ainda suscita dúvidas entre donos de negócios.
Por Maria Bortolozi 10 out, 2017
Em 05 de outubro de 2017, o CONFAZ publicou no Diário Oficial novos Códigos Fiscais e alterações de notas explicativas do Anexo que trata do CFOP do Convênio s/nº, de 15 de dezembro de 1970. A sigla CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) é um código numérico que identifica a natureza de circulação de […] O post CONFAZ realiza alterações na relação de CFOP à partir de 2018 apareceu primeiro em Blog do Arquivei.
Por Redator 10 out, 2017
Os empresários passam por um momento da economia que a ordem da vez é “economizar”. É o período que diminuir custos se torna algo obrigatório para se ter fôlego financeiro e, assim, poder avançar nos negócios. E uma das coisas que se tem buscado é a redução de gastos com impostos. Mas que perigos isso […] O post Cuidado com a sonegação fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redação 10 out, 2017
Realizada com mais de 900 empresas, pesquisa da Arquivei também aponta que 63% das empresas tem dificuldade em reconhecer “notas frias” Visando mostrar a importância da gestão inteligente de documentos e notas fiscais, a Arquivei, plataforma para armazenamento, organização e consulta desses dados, fez uma pesquisa com mais de 900 empresas, de diversos tamanhos e segmentos, para entender […] O post Pesquisa: quase 80% das empresas não recebem todos os documentos fiscais enviados contra seu CNPJ apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
A Reforma Trabalhista traz mais de 100 modificações à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que entrarão em vigor em 11 de novembro. Algumas dessas alterações afetam a demissão do trabalhador. E para discutir essas mudanças e seus impactos, sindicalistas de Mato Grosso do Sul ligados aos trabalhadores do comércio e serviços, participaram em Brasília do […] O post Reforma trabalhista traz mais de 100 modificações à CLT apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
O eSocial, portal para registro de empregados e de eventos como férias e horas extras, vai incorporar, a partir de novembro, as mudanças na legislação trabalhista aprovadas pelo governo neste ano, informou ao G1 o assessor especial da Receita Federal, Altemir Linhares de Melo. A partir do mês que vem, será possível realizar pelo eSocial […] O post Regras da reforma trabalhista vão ser incorporadas ao eSocial apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Entende-se por redirecionamento da execução fiscal a inclusão do administrador da pessoa jurídica no polo passivo da ação, passando ele a responder solidariamente pelos débitos tributários imputados pela Fazenda ao devedor contribuinte. Faz-se possível nos casos em que ficar demonstrada a prática de ato eivado de excesso de poderes ou infração à lei, contrato social ou estatuto, […] O post Prescrição intercorrente e redirecionamento da Execução Fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Muitas vezes definir um Orçamento de Marketing Digital é um grande desafio para empresas que, apesar de almejarem crescimento, ainda não investem em soluções e não sabem qual seria o investimento adequado. A realidade é que muitos CEOs ainda não enxergam a importância da área e encaram o marketing como uma despesa. No entanto, o Marketing Digital tem apresentado outra perspectiva, […] O post Como definir um Orçamento de Marketing Digital para sua empresa apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Mais Posts
Share by: