O que um programa de trainee pode fazer por sua empresa?

  • Por Redator
  • 06 out, 2017
Mais energia, novas ideias, vontade de trabalhar. Essas são algumas das características que enxergamos nos jovens profissionais, sejam como estagiários ou como trainees. Tê-los nas empresas pode melhorar muito a forma como o trabalho se desenvolve, e tê-los inseridos em um projeto específico, faz extrair o máximo de seus potenciais. Os programas de estágio e […] O post O que um programa de trainee pode fazer por sua empresa? apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Mais energia, novas ideias, vontade de trabalhar. Essas são algumas das características que enxergamos nos jovens profissionais, sejam como estagiários ou como trainees. Tê-los nas empresas pode melhorar muito a forma como o trabalho se desenvolve, e tê-los inseridos em um projeto específico, faz extrair o máximo de seus potenciais.
Os programas de estágio e principalmente os de trainee demonstram a preocupação de uma empresa em estar sempre atualizada a novas visões e inovações. Mas é fundamental que esses projetos sejam bem estruturados para que o retorno à empresa seja positivo.

Você sabe qual é diferença entre trainee e estagiário?

As duas funções são bem distintas, embora ambas estejam focadas no jovem trabalhador, aquele que está iniciando suas atividades profissionais. A diferença principal está relacionada aos objetivos de cada função. Enquanto o estagiário tem como principal função aplicar seus conhecimentos recém-aprendidos na faculdade, os trainees estão na empresa para seguirem carreira, dessa forma, estão sendo preparados para assumirem cargos de liderança no futuro.
A diferença principal é que o estagiário ainda está cursando uma graduação relacionada ao trabalho que executa na empresa. Para que um trainee seja contratado é necessário que ele tenha concluído, em geral recentemente, a graduação ou estar nos últimos anos para sua conclusão.

Veja aqui outras diferenças

Estagiário: estar cursando uma graduação relacionada ao trabalho que executa na empresa em que existe  regulamentação específica  para essa função. A carga horária é determinada por essa lei, sendo o máximo de 30 horas semanais e a duração do estágio fica em torno de um ano a ser renovado somente para mais um ano.
 
Trainees: é necessário que o jovem contratado como trainee tenha concluído, geralmente recentemente, o curso. Não existe legislação específica para o trainee, sendo que a lei trabalhista atual é seguida como modelo para sua contratação. Sendo assim, a carga horária é igual a dos outros funcionários da empresa. O contrato de trainee geralmente tem a duração de dois anos, posterior a esse período ele pode permanecer como colaborador da empresa.

Explicando o conceito geral de Trainee

Na década de 1990 surgiram os primeiros programas de trainees no Brasil. Seu início ocorreu como uma espécie de evolução do estágio, em que as empresas começaram a escolher profissionais que haviam recém concluído a universidade e que possuíam características que possibilitavam assumir futuramente cargos estratégicos e de liderança.
Partindo desse princípio, o jovem que sai da universidade, contratado pela empresa que irá treiná-lo para que ele ocupe no futuro uma posição estratégica ou de liderança dentro dessa companhia, é chamado de trainee.
Perfil – embora o perfil de um trainee possa variar de acordo com o formato da empresa que irá contratá-lo, podemos traçar uma descrição básica de suas características principais ou pré-requisitos básicos. Na maioria das vezes ele é jovem, entre os 22 e 30 anos, possui conhecimento de mais de uma língua estrangeira, possui boa comunicação e proatividade, além de possuir no seu currículo cursos de capacitação e aperfeiçoamento.

Por que ter um programa de trainee na sua empresa?

Os trainees de hoje serão os futuros líderes e gestores de amanhã. Uma empresa que possui um programa de trainee é uma empresa que se preocupa com o seu futuro, uma vez que seus frutos serão colhidos em um período de médio a longo prazo.
Cada empresa possui uma cultura, valores e forma de trabalhar distintas. Quando um funcionário recém-formado é contratado dentro de um programa de trainee, ele seguirá todos esses conceitos específicos desde o início. No futuro, quando houver a possibilidade de promoção para cargos de liderança, ele estará totalmente preparado para ocupá-lo nos moldes que a empresa deseja ou precisa.
Contratar um profissional para cargos superiores, oriundos de outras empresas, com histórias e experiências diferentes tem suas vantagens, mas ele não terá um conhecimento completo sobre a filosofia da companhia e de seus negócios, em comparação com um funcionário que está na empresa há algum tempo, por ter iniciado sua carreira ocupando o cargo de trainee.

Outras vantagens do programa de trainee para as empresas

– troca mutua de experiências;
– preparação dos profissionais para o futuro da empresa;
– identificação do perfil de cada profissional e possibilidade de direcioná-lo para o setor mais adequado;
– surgimentos de novas ideias.

E as vantagens para os profissionais?

Para os profissionais recém-formados, listamos também aqui os benefícios de entrar em um programa de trainee:
– conhecimento de diversas áreas da empresa;
– aperfeiçoamento profissional;
– desenvolvimento do espírito de liderança;
– possibilidade de crescimento dentro da empresa de forma mais rápida.

Como funciona um processo de Trainee?

Para descobrir se o jovem se enquadra no perfil desejado pela empresa é realizada uma espécie de processo seletivo, no qual ele passa por várias etapas, incluindo provas e entrevistas para depois ser contratado ou não pela companhia.
Assim como o perfil do trainee apresenta certas diferenças, de acordo com cada empresa, o processo ou programa de contratação também tem variações conforme as necessidades da companhia. Algumas etapas comuns estão inseridas na maioria dos processos seletivos das empresas, podendo ter sua ordem diferente de acordo com o projeto específico. Podemos citar:
– 1ª etapa: inscrição;
– 2ª etapa: prova escrita;
– 3ª etapa: dinâmica de grupo;
– 4ª etapa: entrevista.

Blog da CAC - Consultoria & Adm Contábil

Por Vinicius Roveda 13 out, 2017
O assunto precificação de serviços tira o seu sono? Não chega a ser surpresa. Afinal, definir o valor do seu trabalho nem sempre é uma tarefa fácil. Você quer ser justo com o cliente, mas não minar o seu lucro. Tem solução? Nós queremos mostrar que sim.
Por Redator 11 out, 2017
O ano de 2018 será marcado por mudanças significativas nos âmbitos fiscal e tributário. Isso porque, além da entrada em vigor do eSocial, e-Financeira e do Bloco K do Sped, teremos ainda a impactante alteração na sistemática de cálculo do Simples Nacional. O novo Simples, infelizmente, traz alguns fatores complicadores. O valor do imposto a […] O post Versão 2018 do Simples Nacional: será que vale a pena? apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Carin Tom 11 out, 2017
Falta pouco para o eSocial empresas se tornar uma realidade no Brasil. Com a sua efetivação marcada para 1° de janeiro, a nova forma de repasse de informações trabalhistas e fiscais ainda suscita dúvidas entre donos de negócios.
Por Maria Bortolozi 10 out, 2017
Em 05 de outubro de 2017, o CONFAZ publicou no Diário Oficial novos Códigos Fiscais e alterações de notas explicativas do Anexo que trata do CFOP do Convênio s/nº, de 15 de dezembro de 1970. A sigla CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) é um código numérico que identifica a natureza de circulação de […] O post CONFAZ realiza alterações na relação de CFOP à partir de 2018 apareceu primeiro em Blog do Arquivei.
Por Redator 10 out, 2017
Os empresários passam por um momento da economia que a ordem da vez é “economizar”. É o período que diminuir custos se torna algo obrigatório para se ter fôlego financeiro e, assim, poder avançar nos negócios. E uma das coisas que se tem buscado é a redução de gastos com impostos. Mas que perigos isso […] O post Cuidado com a sonegação fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redação 10 out, 2017
Realizada com mais de 900 empresas, pesquisa da Arquivei também aponta que 63% das empresas tem dificuldade em reconhecer “notas frias” Visando mostrar a importância da gestão inteligente de documentos e notas fiscais, a Arquivei, plataforma para armazenamento, organização e consulta desses dados, fez uma pesquisa com mais de 900 empresas, de diversos tamanhos e segmentos, para entender […] O post Pesquisa: quase 80% das empresas não recebem todos os documentos fiscais enviados contra seu CNPJ apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
A Reforma Trabalhista traz mais de 100 modificações à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que entrarão em vigor em 11 de novembro. Algumas dessas alterações afetam a demissão do trabalhador. E para discutir essas mudanças e seus impactos, sindicalistas de Mato Grosso do Sul ligados aos trabalhadores do comércio e serviços, participaram em Brasília do […] O post Reforma trabalhista traz mais de 100 modificações à CLT apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
O eSocial, portal para registro de empregados e de eventos como férias e horas extras, vai incorporar, a partir de novembro, as mudanças na legislação trabalhista aprovadas pelo governo neste ano, informou ao G1 o assessor especial da Receita Federal, Altemir Linhares de Melo. A partir do mês que vem, será possível realizar pelo eSocial […] O post Regras da reforma trabalhista vão ser incorporadas ao eSocial apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Entende-se por redirecionamento da execução fiscal a inclusão do administrador da pessoa jurídica no polo passivo da ação, passando ele a responder solidariamente pelos débitos tributários imputados pela Fazenda ao devedor contribuinte. Faz-se possível nos casos em que ficar demonstrada a prática de ato eivado de excesso de poderes ou infração à lei, contrato social ou estatuto, […] O post Prescrição intercorrente e redirecionamento da Execução Fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Muitas vezes definir um Orçamento de Marketing Digital é um grande desafio para empresas que, apesar de almejarem crescimento, ainda não investem em soluções e não sabem qual seria o investimento adequado. A realidade é que muitos CEOs ainda não enxergam a importância da área e encaram o marketing como uma despesa. No entanto, o Marketing Digital tem apresentado outra perspectiva, […] O post Como definir um Orçamento de Marketing Digital para sua empresa apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Mais Posts
Share by: