Aprenda a escolher o melhor plano de previdência privada

  • Por Sérgio Alves
  • 24 mai, 2016
Previdência privada é um investimento de longo prazo que pode ser usada para completar a aposentadoria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), mas também para a realização de sonhos. Antes de contratar um plano é preciso definir o objetivo, pesquisar e analisar com muito cuidado todas as condições de pagamento e resgate.
Para o especialista em Previdência, o economista Fábio Giambiagi, a idade ideal para começar é aos 20 anos, aceitável aos 30 e tarde depois dos 35 anos. Mas há quem defenda começar ao nascer. Giambiagi explica que existe uma infinidade de possibilidades que podem ser simuladas em diversos sites. Um dos mais conhecidos é o da Caixa Econômica Federal.
Futuro
O consultor financeiro pessoal, Kleber Rebouças, diz que previdência privada é uma forma de poupar no presente com o objetivo de obter uma renda futura. “Estamos terceirizando a gestão de nossos recursos financeiros a um banco ou a uma seguradora que será responsável por investi-lo para que após um longo prazo possamos obter uma renda passiva, ou seja, sem a necessidade de aplicarmos nossa força laboral”, completa.
Kleber é um dos que defende contratar um plano assim que o bebê nascer. “Isso porque quanto maior o tempo de contribuição, menor é o valor mensal necessário para se garantir um padrão de vida na velhice”, considera, acrescentando que assim a “mágica” dos juros compostos terá mais tempo para agir.
Os especialistas destacam também que o contribuinte deve ficar atento ao tipo de previdência se desejar resgate do dinheiro. Isso porque a previdência progressiva obedece à tabela do imposto de renda e ao fazer a retirada, será descontado 15% do valor. Quando é regressiva, só é necessário fazer o resgate de acordo com o prazo.
É muito importante conhecer os tipos de tributações de cada um dos planos. Cada um possui regras específicas. “É preciso ler atentamente o contrato pra escolher aquele que é adequado ao seu perfil”.
Saiba mais
A Previdência Social oficial, cuja contribuição é descontada do trabalhador e da empresa ou por autônomos, paga benefícios a partir de salário mínimo de R$ 880 até o teto previdenciário hoje de R$ 5.189,82
Mais de 22 milhões de aposentados e pensionistas em todo o País recebem o salário mínimo, R$ 880
Cerca de 10 milhões de aposentados, pensionistas e segurados do INSS ganham mais do que o mínimo
Atualmente, a Previdência paga benefícios de R$ 1.112,80, R$ 2.225,60, R$ 2.782 e R$ 5.189,82
Simulações
Exemplo 1
Uma pessoa que deseja ter uma renda vitalícia de R$ 3,5 mil deve aportar qual valor mensal entre 30 e 65 anos?
R$ 468,06 (contribuição mensal estimada)
Exemplo 2
Para uma pessoa que pretende pagar com o benefício do plano de previdência um curso universitário de 48 meses de custo mensal de R$1,5 mil para o filho, quanto ela deverá acumular entre os 2 e 18 anos do jovem? R$ 243,86 (contribuição mensal estimada)
Exemplo 3
Uma pessoa que quer ter uma reserva de R$ 1 milhão aos 60 anos de idade, deve acumular quanto a partir dos 25 anos?
R$ 756,25 (contribuição mensal estimada)
  • As simulações foram realizadas pela BrasilPrev. A projeção da reserva é meramente ilustrativa e estimada a partir da remuneração de taxa real de juros de 6% a.a. e Tábua BREMSabM-Male com 3% de juros, não assegurando qualquer garantia de rentabilidade. Os valores estão sujeitos a tributação no momento do resgate
Antes de contratar
Defina seus projetos futuros e planeje como irá atingi-los:
A previdência privada se mostra uma ferramenta vantajosa para poupar recursos, pois oferece benefícios fiscais, tributários e ainda incentiva a disciplina por conta das contribuições mensais
Pesquise sobre a instituição financeira que administrará seu dinheiro:
Avalie a reputação da empresa no mercado, busque seus índices de menções no Procon
Tenha em mente o tipo de declaração de imposto de renda que você faz:
O Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) é indicado para quem realiza a declaração completa, pois permite abater do IR os aportes ao plano até em 12% da renda bruta tributável. Já a Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL) é indicada para quem é isento da declaração ou utiliza o formato simplificado, pois esta não permite abater no IR os aportes realizados ao plano
Avalie a tabela de tributação mais vantajosa:
Na Tabela Regressiva, a pessoa será tributada de acordo com o tempo decorrido de cada aporte até o momento do resgate, iniciando com uma alíquota de 35% e decrescendo a um patamar mínimo de 10% após 10 anos. A segunda é a Tabela Progressiva, na qual o investidor estará sujeito, em caso de resgate, a retenção de 15% de IR na fonte e compensação na declaração anual do IR com base na tabela em vigor
Conheça seu perfil:
No momento de escolha dos fundos de investimentos, o diferencial da previdência é contar com fundos que se adequam ao seu perfil, sejam eles totalmente de renda fixa ou com parcela em renda variável

Blog da CAC - Consultoria & Adm Contábil

Por Vinicius Roveda 13 out, 2017
O assunto precificação de serviços tira o seu sono? Não chega a ser surpresa. Afinal, definir o valor do seu trabalho nem sempre é uma tarefa fácil. Você quer ser justo com o cliente, mas não minar o seu lucro. Tem solução? Nós queremos mostrar que sim.
Por Redator 11 out, 2017
O ano de 2018 será marcado por mudanças significativas nos âmbitos fiscal e tributário. Isso porque, além da entrada em vigor do eSocial, e-Financeira e do Bloco K do Sped, teremos ainda a impactante alteração na sistemática de cálculo do Simples Nacional. O novo Simples, infelizmente, traz alguns fatores complicadores. O valor do imposto a […] O post Versão 2018 do Simples Nacional: será que vale a pena? apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Carin Tom 11 out, 2017
Falta pouco para o eSocial empresas se tornar uma realidade no Brasil. Com a sua efetivação marcada para 1° de janeiro, a nova forma de repasse de informações trabalhistas e fiscais ainda suscita dúvidas entre donos de negócios.
Por Maria Bortolozi 10 out, 2017
Em 05 de outubro de 2017, o CONFAZ publicou no Diário Oficial novos Códigos Fiscais e alterações de notas explicativas do Anexo que trata do CFOP do Convênio s/nº, de 15 de dezembro de 1970. A sigla CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) é um código numérico que identifica a natureza de circulação de […] O post CONFAZ realiza alterações na relação de CFOP à partir de 2018 apareceu primeiro em Blog do Arquivei.
Por Redator 10 out, 2017
Os empresários passam por um momento da economia que a ordem da vez é “economizar”. É o período que diminuir custos se torna algo obrigatório para se ter fôlego financeiro e, assim, poder avançar nos negócios. E uma das coisas que se tem buscado é a redução de gastos com impostos. Mas que perigos isso […] O post Cuidado com a sonegação fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redação 10 out, 2017
Realizada com mais de 900 empresas, pesquisa da Arquivei também aponta que 63% das empresas tem dificuldade em reconhecer “notas frias” Visando mostrar a importância da gestão inteligente de documentos e notas fiscais, a Arquivei, plataforma para armazenamento, organização e consulta desses dados, fez uma pesquisa com mais de 900 empresas, de diversos tamanhos e segmentos, para entender […] O post Pesquisa: quase 80% das empresas não recebem todos os documentos fiscais enviados contra seu CNPJ apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
A Reforma Trabalhista traz mais de 100 modificações à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que entrarão em vigor em 11 de novembro. Algumas dessas alterações afetam a demissão do trabalhador. E para discutir essas mudanças e seus impactos, sindicalistas de Mato Grosso do Sul ligados aos trabalhadores do comércio e serviços, participaram em Brasília do […] O post Reforma trabalhista traz mais de 100 modificações à CLT apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
O eSocial, portal para registro de empregados e de eventos como férias e horas extras, vai incorporar, a partir de novembro, as mudanças na legislação trabalhista aprovadas pelo governo neste ano, informou ao G1 o assessor especial da Receita Federal, Altemir Linhares de Melo. A partir do mês que vem, será possível realizar pelo eSocial […] O post Regras da reforma trabalhista vão ser incorporadas ao eSocial apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Entende-se por redirecionamento da execução fiscal a inclusão do administrador da pessoa jurídica no polo passivo da ação, passando ele a responder solidariamente pelos débitos tributários imputados pela Fazenda ao devedor contribuinte. Faz-se possível nos casos em que ficar demonstrada a prática de ato eivado de excesso de poderes ou infração à lei, contrato social ou estatuto, […] O post Prescrição intercorrente e redirecionamento da Execução Fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Muitas vezes definir um Orçamento de Marketing Digital é um grande desafio para empresas que, apesar de almejarem crescimento, ainda não investem em soluções e não sabem qual seria o investimento adequado. A realidade é que muitos CEOs ainda não enxergam a importância da área e encaram o marketing como uma despesa. No entanto, o Marketing Digital tem apresentado outra perspectiva, […] O post Como definir um Orçamento de Marketing Digital para sua empresa apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Mais Posts
Share by: