Atendimento ao cliente: quanto custa para o escritório contábil?

  • Por Sérgio Alves
  • 19 mai, 2016
Aqui no blog já conversamos bastante sobre a importância de um bom atendimento ao cliente . Agora, veja abaixo dois exemplos de possíveis clientes e como eles influenciam na forma como você presta o seu serviço:
Valéria é a nova cliente do seu escritório de contabilidade . Ela é dona de uma rede de pizzarias delivery chamada “Pizza Mia”, que conta com 12 funcionários (apenas seis registrados até o momento) em suas três unidades e tem um faturamento médio de R$ 120 mil por mês por loja. Quando ela trouxe os documentos solicitados para dar início aos trabalhos de contabilidade, seu olhar apurado de contador experiente percebeu que o material estava incompleto e sem os comprovantes de pagamento dos impostos. Como um agravante, ela contou que um funcionário demitido (e não registrado) estava processando a pizzaria para obter direitos trabalhistas.
Com a equipe trabalhando no limite e percebendo que essa nova cliente vai precisar de uma atenção especial, você já começa a ficar preocupado em como dar um bom atendimentoa ela sem prejudicar os demais empresários atendidos pelo seu escritório de contabilidade.
O Jair, por exemplo, além de ser seu amigo de longa data, é um cliente nota 10. A “ Tech Reparo”, sua assistência técnica para computadores, tem quatro funcionários (todos registrados) e fatura cerca de R$ 120 mil mensais atendendo empresas de pequeno porte da região. Desde o início ele ouviu e colocou em prática suas orientações. De cara já adotou um software de gestão que o ajudou a organizar a empresa e, com isso, o Jair consegue enviar os documentos hábeis no prazo certo, emitir as notas fiscais corretamente e manter seu fluxo de caixa equilibrado.
Como não atender prontamente uma demanda da “ Tech Reparo” porque seu time está ocupado com a “Pizza Mia”? Ou ainda: é coerente cobrar o mesmo valor de honoráriosda Valéria e do Jair?
Para lidar com esse tipo de situação de forma bastante profissional, existe um ponto importante a ser considerado: é preciso conhecer profundamente todos os custos envolvidos  na operação do escritório contábil , e isso inclui saber quanto cada cliente consome de tempo.
Com essa informação em mãos é possível organizar a rotina de atendimento , melhorar a divisão de tarefas e precificar adequadamente seus honorários, além de trabalhar a produtividade do time, buscando otimizar os processos (como a integração contábil , por exemplo).

Medindo custos de atendimento ao cliente

Um bom atendimento ao cliente, sem dúvida, é uma maneira de fidelização da sua carteira. Então, essa deve ser uma prioridade no seu trabalho, até porque viver “apagando incêndios” e definindo prioridades de acordo com os acontecimentos torna a vida do contador ainda mais estressante. Quanto mais controle você tiver sobre o tempo gasto em cada atividade e dedicado a cada cliente, maior será sua capacidade de reagir com eficiência aos problemas pontuais das MPEs.
Para controlar as horas investidas em cada tarefa/cliente você pode usar planilhas em Excel ou utilizar recursos mais modernos, como as ferramentas digitais. Conheça algumas opções:
 
Sabendo quanto cada cliente consome de tempo, quanto cada funcionário custa e os honorários recebidos, você pode descobrir que:
  1. O cliente mais representativo no faturamento é também o que mais consome o tempo da equipe, deixando pouco espaço para o atendimento das demais MPEs , ou até impedindo seu escritório de buscar mais clientes por conta do volume de demanda que ele gera. Com isso, aquela MPE que você julgava ser sua melhor cliente (em termos de valores) na verdade pode ser uma grande vilã que reduz sua margem de lucro e impede o crescimento do seu negócio. Nesse caso, se você notar que uma empresa tem uma demanda muito grande, com alto volume de NFs ao mês, além de ter operações de maior risco tributário para o escritório, é bom ter um plano de atendimento específico para ela e cobrar um valor diferenciado por isso.

  2. Os clientes que mantêm uma operação mais simples e não são muito representativos no seu faturamento também não consomem muito tempo da sua equipe e permitem que você amplie sua carteira oferecendo um valor mais competitivo. Pulverizando sua fonte de receita, o risco para o escritório de contabilidade também é menor, caso você venha a perder algum cliente ou em situações de inadimplência . Anderson Hernandes gravou um vídeo que explica muito bem essa questão. Confira:

Independentemente da situação que você encontre ao estudar o tempo que sua equipe investe no atendimento ao cliente , o que deve ser avaliado é a estratégia de negócio que você deseja adotar em sua empresa contábil. Afinal, o crescimento do escritório de contabilidade está intimamente relacionado com o bom uso dos recursos, como o tempo. Usar bem seu tempo significa melhorar os processos internos e estar disponível para ser o consultor de negócios que seu cliente precisa.
Continue acompanhando o blog para saber como ser mais produtivo e otimizar o tempo investido nas tarefas rotineiras para ter menor custo e melhor qualidade no atendimento ao cliente !
Matéria:  ContaAzul

Blog da CAC - Consultoria & Adm Contábil

Por Vinicius Roveda 13 out, 2017
O assunto precificação de serviços tira o seu sono? Não chega a ser surpresa. Afinal, definir o valor do seu trabalho nem sempre é uma tarefa fácil. Você quer ser justo com o cliente, mas não minar o seu lucro. Tem solução? Nós queremos mostrar que sim.
Por Redator 11 out, 2017
O ano de 2018 será marcado por mudanças significativas nos âmbitos fiscal e tributário. Isso porque, além da entrada em vigor do eSocial, e-Financeira e do Bloco K do Sped, teremos ainda a impactante alteração na sistemática de cálculo do Simples Nacional. O novo Simples, infelizmente, traz alguns fatores complicadores. O valor do imposto a […] O post Versão 2018 do Simples Nacional: será que vale a pena? apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Carin Tom 11 out, 2017
Falta pouco para o eSocial empresas se tornar uma realidade no Brasil. Com a sua efetivação marcada para 1° de janeiro, a nova forma de repasse de informações trabalhistas e fiscais ainda suscita dúvidas entre donos de negócios.
Por Maria Bortolozi 10 out, 2017
Em 05 de outubro de 2017, o CONFAZ publicou no Diário Oficial novos Códigos Fiscais e alterações de notas explicativas do Anexo que trata do CFOP do Convênio s/nº, de 15 de dezembro de 1970. A sigla CFOP (Código Fiscal de Operações e Prestações) é um código numérico que identifica a natureza de circulação de […] O post CONFAZ realiza alterações na relação de CFOP à partir de 2018 apareceu primeiro em Blog do Arquivei.
Por Redator 10 out, 2017
Os empresários passam por um momento da economia que a ordem da vez é “economizar”. É o período que diminuir custos se torna algo obrigatório para se ter fôlego financeiro e, assim, poder avançar nos negócios. E uma das coisas que se tem buscado é a redução de gastos com impostos. Mas que perigos isso […] O post Cuidado com a sonegação fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redação 10 out, 2017
Realizada com mais de 900 empresas, pesquisa da Arquivei também aponta que 63% das empresas tem dificuldade em reconhecer “notas frias” Visando mostrar a importância da gestão inteligente de documentos e notas fiscais, a Arquivei, plataforma para armazenamento, organização e consulta desses dados, fez uma pesquisa com mais de 900 empresas, de diversos tamanhos e segmentos, para entender […] O post Pesquisa: quase 80% das empresas não recebem todos os documentos fiscais enviados contra seu CNPJ apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
A Reforma Trabalhista traz mais de 100 modificações à Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que entrarão em vigor em 11 de novembro. Algumas dessas alterações afetam a demissão do trabalhador. E para discutir essas mudanças e seus impactos, sindicalistas de Mato Grosso do Sul ligados aos trabalhadores do comércio e serviços, participaram em Brasília do […] O post Reforma trabalhista traz mais de 100 modificações à CLT apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
O eSocial, portal para registro de empregados e de eventos como férias e horas extras, vai incorporar, a partir de novembro, as mudanças na legislação trabalhista aprovadas pelo governo neste ano, informou ao G1 o assessor especial da Receita Federal, Altemir Linhares de Melo. A partir do mês que vem, será possível realizar pelo eSocial […] O post Regras da reforma trabalhista vão ser incorporadas ao eSocial apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Entende-se por redirecionamento da execução fiscal a inclusão do administrador da pessoa jurídica no polo passivo da ação, passando ele a responder solidariamente pelos débitos tributários imputados pela Fazenda ao devedor contribuinte. Faz-se possível nos casos em que ficar demonstrada a prática de ato eivado de excesso de poderes ou infração à lei, contrato social ou estatuto, […] O post Prescrição intercorrente e redirecionamento da Execução Fiscal apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Por Redator 10 out, 2017
Muitas vezes definir um Orçamento de Marketing Digital é um grande desafio para empresas que, apesar de almejarem crescimento, ainda não investem em soluções e não sabem qual seria o investimento adequado. A realidade é que muitos CEOs ainda não enxergam a importância da área e encaram o marketing como uma despesa. No entanto, o Marketing Digital tem apresentado outra perspectiva, […] O post Como definir um Orçamento de Marketing Digital para sua empresa apareceu primeiro em Jornal Contábil.
Mais Posts
Share by: